Sismac

Notícias | Mobilização

Imprimir
  • Aposentadas tiram dúvidas e conferem valores da ação dos retroativos
    13 | 03 | 2019 - 16:44 Legislação

    Aposentadas tiram dúvidas e conferem valores da ação dos retroativos

    SISMMAC ajuizou nova ação para reivindicar pagamento para professoras que se aposentaram após dezembro de 2003

    Cerca de 200 professoras aposentadas participaram da reunião dedicada a esclarecer dúvidas a respeito ação que cobra o pagamento do retroativo das distorções de 2001. O encontro contou com uma explicação geral sobre a tramitação do processo e sobre a estratégia adotada pelo SISMMAC para reivindicar o pagamento dos retroativos na justiça.

    Veja o que fazer caso você não tenha participado da reunião

    As professoras e professores sindicalizados que não conseguiram participar da reunião podem e devem entrar em contato com o SISMMAC pelo telefone 3225-6729. Nesse contato, vamos verificar o montante que deve ser recebido pela professora e esclarecer possíveis dúvidas. Caso você não seja filiado, sindicalize-se para ter acesso ao seu cálculo e toda a estrutura disponibilizada pela entidade em relação a esta e as demais ações.

    E participe do próximo encontro do Coletivo de Aposentados do SISMMAC, que acontece no dia 28 de março, às 14h.
    O segundo momento do espaço garantiu atendimento individualizado para as professoras e professores contemplados por essa primeira ação. Nessas conversas individuais foi possível conferir os valores a receber e esclarecer dúvidas específicas sobre cada caso. É importante frisar que os valores apresentados pela direção do SISMMAC ainda não contêm juros e correções e que o valor final ainda pode ser alterado.

    Execução da ação

    O SISMMAC buscou dar agilidade para a execução dessa ação, já que a Prefeitura negou um direito das professoras e professores aposentados. A forma encontrada para isso é uma execução coletiva em conjunto com a administração.

    Assim, já temos acesso aos valores que deverão ser recebidos pelos professores que foram contemplados por essa primeira ação. Para além disso, o Sindicato também contratou uma assessoria contábil para verificar o cálculo do dinheiro que será recebido pelos 1.384 profissionais do magistério aposentados.

    A justiça ainda não definiu a forma de pagamento. Mas que ela pode se dar de duas formas: Requisições de Pequeno Valor (RPV), para valores abaixo de R$ 7.978,03, e precatórios, para valores acima de R$ 7.978,03. E, de acordo com a lista divulgada, que você pode consultar ao lado, a maioria dos professores deve receber valores acima de R$ 7.978,03.

    A pagamento por meio de precatórios tem fama de demorar anos, porém, o SISMMAC vai brigar para que os valores devidos pela Prefeitura aos aposentados entre no orçamento do município o quanto antes.

    A direção do SISMMAC e a comissão eleita pelo Coletivo de Aposentados têm reunião com a Procuradoria Geral do Município e o setor jurídico do Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) na próxima segunda-feira, dia 18, para discutir o processo de pagamento.

    Professores que se aposentaram com isonomia e paridade após dezembro de 2003

    É importante ressaltar que, apesar do Sindicato ter reivindicado que o pagamento dos retroativos fosse para todos que possuem paridade e isonomia, o juiz decidiu que a ação só deveria beneficiar quem se aposentou antes da Reforma da Previdência de 2003, que acabou com o direito à paridade e à isonomia dos servidores públicos.

    Por isso, esta semana, o departamento jurídico do SISMMAC entrou com uma segunda ação para corrigir o equívoco cometido pela justiça. Confira o documento protocolado aqui.


  • 13 | 03 | 2019 - 16:44 Legislação
    Aposentadas tiram dúvidas e conferem valores da ação dos retroativos

    Aposentadas tiram dúvidas e conferem valores da ação dos retroativos

    SISMMAC ajuizou nova ação para reivindicar pagamento para professoras que se aposentaram após dezembro de 2003

    Cerca de 200 professoras aposentadas participaram da reunião dedicada a esclarecer dúvidas a respeito ação que cobra o pagamento do retroativo das distorções de 2001. O encontro contou com uma explicação geral sobre a tramitação do processo e sobre a estratégia adotada pelo SISMMAC para reivindicar o pagamento dos retroativos na justiça.

    Veja o que fazer caso você não tenha participado da reunião

    As professoras e professores sindicalizados que não conseguiram participar da reunião podem e devem entrar em contato com o SISMMAC pelo telefone 3225-6729. Nesse contato, vamos verificar o montante que deve ser recebido pela professora e esclarecer possíveis dúvidas. Caso você não seja filiado, sindicalize-se para ter acesso ao seu cálculo e toda a estrutura disponibilizada pela entidade em relação a esta e as demais ações.

    E participe do próximo encontro do Coletivo de Aposentados do SISMMAC, que acontece no dia 28 de março, às 14h.
    O segundo momento do espaço garantiu atendimento individualizado para as professoras e professores contemplados por essa primeira ação. Nessas conversas individuais foi possível conferir os valores a receber e esclarecer dúvidas específicas sobre cada caso. É importante frisar que os valores apresentados pela direção do SISMMAC ainda não contêm juros e correções e que o valor final ainda pode ser alterado.

    Execução da ação

    O SISMMAC buscou dar agilidade para a execução dessa ação, já que a Prefeitura negou um direito das professoras e professores aposentados. A forma encontrada para isso é uma execução coletiva em conjunto com a administração.

    Assim, já temos acesso aos valores que deverão ser recebidos pelos professores que foram contemplados por essa primeira ação. Para além disso, o Sindicato também contratou uma assessoria contábil para verificar o cálculo do dinheiro que será recebido pelos 1.384 profissionais do magistério aposentados.

    A justiça ainda não definiu a forma de pagamento. Mas que ela pode se dar de duas formas: Requisições de Pequeno Valor (RPV), para valores abaixo de R$ 7.978,03, e precatórios, para valores acima de R$ 7.978,03. E, de acordo com a lista divulgada, que você pode consultar ao lado, a maioria dos professores deve receber valores acima de R$ 7.978,03.

    A pagamento por meio de precatórios tem fama de demorar anos, porém, o SISMMAC vai brigar para que os valores devidos pela Prefeitura aos aposentados entre no orçamento do município o quanto antes.

    A direção do SISMMAC e a comissão eleita pelo Coletivo de Aposentados têm reunião com a Procuradoria Geral do Município e o setor jurídico do Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) na próxima segunda-feira, dia 18, para discutir o processo de pagamento.

    Professores que se aposentaram com isonomia e paridade após dezembro de 2003

    É importante ressaltar que, apesar do Sindicato ter reivindicado que o pagamento dos retroativos fosse para todos que possuem paridade e isonomia, o juiz decidiu que a ação só deveria beneficiar quem se aposentou antes da Reforma da Previdência de 2003, que acabou com o direito à paridade e à isonomia dos servidores públicos.

    Por isso, esta semana, o departamento jurídico do SISMMAC entrou com uma segunda ação para corrigir o equívoco cometido pela justiça. Confira o documento protocolado aqui.


Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS